Prensa obreira

CNT inicia conflito com ESTEE LAUDER

  • ESTEE LAUDER vem de despedir uma trabalhadora por estar de baixa.
  • A empresa maquilha a realidade alegando diminuição voluntária do desempenho

ESTEE LAUDER explora e despide

A empresa madrilena ESTEE LAUDER vem de despedir uma trabalhadora do stand de vendas localizado no El Corte Inglés compostelano. A dependenta em situação de baixa levava prestando serviços para a empresa há quase três anos com contratos em fraude de lei.

Segundo informa o sindicato CNT, a trabalhadora foi despedida pela empresa alegando diminuição voluntária do desempenho sem juntar prova alguma «sendo óbvio que se a trabalhadora está em situação de incapacidade temporal, não é possível alegar diminuição do rendimento».

Fontes da organização anarcossindicalista esclarecem que «os verdadeiros motivos são precisamente a sua situação de baixa» e advirtem que «nos próximos dias começaremos a realizar as ações sindicais pertinentes» perante este ataque aos direitos dos trabalhadores e trabalhadoras.