Prensa obreira

INESFOR é condenada por despedir trabalhadores

Logo INESFOR

  • A empresa INESFOR condenada por vulneración de direitos fundamentais
  • O empresário Leonardo Amboage deverá indemnizar e pagar as dívidas à trabalhadora e trabalhador despedidos

A empresa de formação laboral e profissional INESFOR, com sede em Bertamirães, vem de ser condenada por ter despedido uma trabalhadora e um trabalhador trás demandar a empresa.
Segundo informa a CNT o empresário Leonardo Amboage, que devia à trabalhadora e a outro trabalhador vários meses de salário, «terá que assumir o pagamento de aproximadamente 30000 euros por vulneração de direitos fundamentais e polas dívidas acumuladas».
A trabalhadora e trabalhador que reclamaron a extinção do contrato por incumprimento por parte do empresário, ao estar a trabalhar sem receber salário durante vários meses, foron despedidos como consequência dessa denúncia.
Salienta o sindicato CNT que «resulta impressionante a incurável nulidade do empresariado ao pensar que pode despedir os seus empregados e empregadas quando são denunciados» sendo declarados estes despedimentos nulos e, por esta razão, condenado o empresário a readmitir aos trabalhadores/as.
No entanto, devido à sentença favorável à extinção do contrato, o empresário deverá indemnizar a trabalhadora e ao trabalhador e pagar todos os salários que deve, assim como todos os salários deixados de receber até a data atual ascendendo a um montante de 30000 euros.